The logo of social networking website Twitter is seen displayed on the screen of an iPhone smartphone.

Bits e bytes, velocidade e volume

Você já deve ter percebido que, em computação e Internet, muita coisa é medida em bits (pronuncia-se “bites”) e bytes (pronuncia-se “baites”). Mas muita gente ainda faz confusão entre estes dois termos e os diferentes usos que fazemos deles. As palavras bit (“b” minúsculo e “i”) e byte (“B” maiúsculo e “y”) são a base dos termos que usamos para falar de coisas como velocidade de transmissão, processamento e tamanho (volume) de dados. 

Como ilustração, imagine que a velocidade de uma conexão (a quantidade de bits transferidos por segundo) seria a vazão de uma mangueira (a quantidade de água que passa por ela a cada segundo). É mais comum hoje encontrarmos velocidades expressas na ordem de kilobit (1 Kb = 1.024 bits) ou megabit (1 Mb = 1.024 kilobits). Por exemplo, a velocidade de 10 Mbps (dez megabits por segundo ou 10 megas). 

Da mesma forma, pode-se imaginar a capacidade de um balde (a quantidade de litros de água que cabem nele) como o volume de dados contratado (a quantidade de bytes que se pode transferir em um mês, por exemplo). As expressões encontradas com maior frequência hoje são na ordem de kilobyte (1 KB = 1.024 bytes), megabyte (1 MB = 1.024 kilobytes), gigabyte (1 GB = 1.024 megabytes), terabyte (1 TB = 1.024 gigabytes). Por exemplo, um computador com capacidade de armazenar um volume de dados de 512 GB (quinhentos e doze gigabytes) ou uma franquia de consumo de 10 GB (dez gigabytes ou 10 gigas).

Então, ficou mais claro? A partir de agora, não confunda: quando alguém falar em “velocidade de 10 gigas”, na verdade está se referindo a volume de dados contratados. Lembre-se de que, pelo menos por enquanto, é mais comum encontrarmos velocidade expressa em megabits por segundo (Mbps ou “megas”) e volume de dados em gigabytes (GB ou “gigas”).

Sistema binário

Já pensou em como uma máquina com circuitos digitais (um computador, por exemplo) consegue passar informações para outra? Isto se faz através da emissão de corrente elétrica. As combinações de “sem corrente” (representada por “0”) e “com corrente” (representada por “1”) compõem o chamado sistema binário, a linguagem utilizada pelas máquinas para trocar informações entre si.

A menor unidade de informação que pode ser trocada (ou armazenada) é chamada de bit (dígito binário), ou seja, o 0 ou o 1. Convencionalmente, o conjunto de 8 bits forma um byte. Bits e bytes são usados em todos os 256 números binários necessários para o comando de um computador, de acordo com a tabela da American Standard Code for Information Interchange (ASCII).

4 thoughts on “Bits e bytes, velocidade e volume

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


<< Voltar